Follow by Email

terça-feira, 7 de junho de 2016

COVA DA PIEDADE CAMPEÃO NACIONAL - PEDRO ALVES O "ARANHA NEGRA" FOI GIGANTE ENTRE OS POSTES

Ele foi gigante, ei-lo aqui após ter defendido a 1 ª grande penalidade apontada por, Fininho
Foto: Joaquim Candeias
O guarda redes Pedro Alves, foi Fantástico, Fabuloso, Enorme e fechou a sete chaves a baliza do Cova da Piedade. No último minuto do prolongamento negou o golo aos vizelenses e levou o jogo para a marca das grandes penalidades, defendendo duas, a remates de Fininho e Luís Ferraz, com Ruben Nunes e Silas pelo Cova da Piedade, a não darem hipoteses de defesa ao guarda redes vizelense, Pedro Albergaria e assim  a equipa do concelho de Almada a fazer a festa pela conquista do titulo, com Pedro Alves, aos 39 anos de idade a dar forte contributo para a conquista do titulo nacional.

A final teve como palco o Estádio,Municipal de Abrantes, com um dia de verão e as temperaturas a subir com as peripércias do jogo, jogo esse  que se iniciou, com as formações em estudo mútuo , com a equipa de Vizela a  aproveitar muito bem o seu ponta de lança Fininho para criar perigo no último reduto dos piedense, no qual o seu setor defensivo e o seu guarda redes Pedro Alves iam  neutralizando os intentos dos vizelenses, 


Por banda da equipa comandada por Sergio Boris, com jogadores mais experientes, com um meu campo muito coeso, Marco Bicho, Silas e André Ceitil, a equipa do Cova da Piedade foi para o intervalo, com sinal mais.

Na segunda parte e logo no minuto inical, Filipe Falardo, a solicitação do defesa Carlos Alves, de cabeça a elevar-se mais alto que os defesas do Vizela, a desviar o esfério para a baliza com esta a passar jundo ao vertice superou direito da baliza de Albergaria, e assim a desperdiçar uma grande oportunidade de golo.

Pedro Alves a defender a segunda grande
penalidade, a remate de Luís Ferraz
Das bancadas, ambas a as claques puxavam pelas sua equipas,com os  adeptos piedenses em menor número,os quais viajaram da Cova da Piedade a Abrantes, em cinco autocarros, cedidos pela autarquia, para além dos muitos adeptos que foram em viaturas próprias.

Pelo andar do jogo, já se perspetivava prolongamento,sem antes os piedenses mesmo em cima do minuto, ver a turma de Vizela perto de marcar.

No prolongamento as equipas procuram o golo,para na parte finaldomesmose resguardarem para as grandes penalidades e que desta vez sorriu para as hostes piedense


 Ficha do jogo 
Final do Campeonato Prio 2015/2016
Estádio Municipal de Abrantes
Apuramento do campeão. Futebol Clube Vizela- Clube Desportivo da Cova da Piedade (0 - 0 no tempo regulamentar e no prolongamento,0- 2, após as grandes penalidades
 Árbitro - José Laranjeira (AFCoimbra) que teve como árbitros assistentes Paulo Santos e Duarte Santos. 4º árbitro - Claúdio Durães  
As equipas alinharam com os seguintes jogadores:

Futebol Clube Vizela -  Pedro Albergaria; João Cunha, Claúdio, João Talocha e Diogo Lamelas; Luís Ferraz(cap.),Tiago Martins(Alex Porto, aos 89'), André Pinto e Fininho; Alioune Fall ( Sergi Kevyn, aos 114')  e Felipe Abreu ( Panin,aos 83').
Suplentes não utilizados - Fábio Ervões, André Pereira,Tiago Guedes e João Pedro.

Treinador - Ricardo Soares
Treinadores adjuntos - MauricioVaz e Hugo Neto
Ação disciplinar -  cartão amarelo para Talocha (15') e Tiago Martins (21')

Clube Desportivo da Cova da Piedade - Pedro Alves, Carlos Alves, Ruben Nunes (cap.), Bruno Bernardo e Luís Dias; Marco Bicho, André Ceitil, Jorge Silas e Filipe Godinho( Vitor Moreno, aos 111'); Filipe Falardo( Sebastião Nogueira, aos 71') e Rui Varela(Tiago Rente, aos 95').
Suplentes não utilizados - Gonçalo Carvalho,Ricardo Aires,João Santos e Alex Dias.

Treinador - Sérgio Bóris
Treinadores adjuntos - José Manuel, Hugo Falcão e Frederico Branco.
Diretor desportivo - André Dias
 Diretor - Jorge Alves
Analista DT - Vitor Cruz
Massagistas - Luis Vilaça e Tânia Ferreira
Ação disciplinar - cartão amarelo para Filipe Falardo (30'), Jorge Silas (38'), Bruno Bernardo (70') e Luís Dias (90+2').
Enquanto Ruben Nunes se dirigia para a marca da grande penalidade que acaba por converter em, 0-2, a meio campo os jogadores piedenses já esboçam alguns sorrisos e não era para menos
Marcação de grandes penalidades:

0 - 0 (Fininho) defesa de Pedro Alves
0 - 1 ( Rúben Nunes)
0 - 1 ( Kevyn) rematou , com a bola a passar junto ao poste esquerdo da baliza de Pedro Alves).
0 - 1 (Marco Bicho) remate para o lado  esquerdo da baliza de Pedro Albergaria, com este a lançar-se para a direita, mas com a perna esquerda a evitar o golo.
0 - 1 (Luiz Ferraz) rematou para o lado esquerdo da baliza de Pedro Alves,com este a advinhar o remate e a defender a segunda grande penalidade.
0 - 2 ( Jorge Silas) remate a meia altura não dando hipoteses de defesa ao guarda redes vizelense.
0 - 2 ( Panin) remate e o esférico a embater na trava.

Estava assim encontrado o campeão nacional.


Fininho, jogador do Vizela foi o homem do jogo.

Ricardo Soares (treinador do FC Vizela) em discurso direto: 

"Antes de mais nada, gostaria de felicitar o Cova da Piedade pelo título conquistado. Foi um jogo de final, equilibrado. Tanto o Cova como o Vizela tiveram momentos de superioridade e de bom futebol. Tivemos alguma infelicidade num ou noutro lance, mas o nosso adversário também teve oportunidades para fazer golo. Em suma, acho que o empate se ajustou e depois a lotaria dos penalties...não há treino para isto. É chutar a bola para a baliza e depende muito do momento, do guarda-redes, de muitas coisas. É mais uma questão de sorte do que propriamente de treino.

Sérgio Bóris (treinador do CD Cova da Piedade) em discurso direto:
Os técnicos, Sérgio Boris e Zé Manuel

"Este foi um jogo de final, perante um adversário que sabíamos ser forte, com o coletivo a prevalecer em relação às suas individualidades. Identificámos uma frente de ataque rápida e móvel, sabíamos que o oponente era difícil e que, por ser uma final, o jogo poderia ser decidido por detalhes. Foi o que aconteceu. Durante os 90 minutos o encontro foi repartido e as oportunidades de golo  - embora escassas - foram aparecendo: as do Vizela através de bolas paradas e as nossas em ataque organizado. No prolongamento as equipas estiveram mais preocupadas em não perder do que em ganhar, é uma fase da época em que o cansaço se sobrepõe à capacidade. Nos penalties, não acredito em sorte ou azar. Fomos mais competentes, gerimos melhor momento e estudámos a forma como os nossos adversários se poderiam comportar. As coisas correram como prevíamos e, no cômputo geral, acho que fomos uns justos vencedores."
  A entrega das medalhas às equipas finalistas, esteve a cargo da presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Cèu Albuquerque, do vereador do pelouro e desporto e dos vice presidente da Federação Herminio Loureiro e do vice presidente para as seleções jovens, Rui Manhoso





Sem comentários:

Enviar um comentário